Por ser um trabalho complexo, alguns condomínios optam por terceirizar a administração, e assim minimizar a quantidade de problemas de ordem legal, contábil e fiscal.
 
Serviços envolvidos:
 
- Administração;
 
- Contabilidade;
 
- Assessoria jurídica;
 
- Auditoria;
 
- Consultoria administrativa e financeira;
 
- Consultoria tributária, fiscal, trabalhista e contábil;
 
- Gestão de conflitos;
 
- Serviços específicos:
 
- Constituição do condomínio – assembleias, atas, registros, etc;
 
- Elaboração de previsão orçamentária;
 
- Cobrança de valores mensais dos condôminos – fixos e extras;
 
- Emissão de boletos de cobrança para pagamento na rede bancária;
 
- Manutenção de cadastros dos condôminos;
 
- Demonstrativo de receitas e despesas de cada unidade do condomínio;
 
- Administração de pessoal - funcionários e prestadores de serviços;
 
- Assessoria para manutenção, reformas e serviços em geral;
 
- Controle de vencimento de seguros e renovações de apólices;
 
- Elaboração de relatórios de inadimplentes;
 
- Representação do condomínio perante órgãos da administração pública e outras instituições;
 
- Elaboração da contabilidade do condomínio;
 
- Pagamentos e recebimentos diversos;
 
- Organização de assembleias – editais e assessoria geral;
 
- Emissão de relatórios fiscais, contábeis e de pessoal;
 
- Assessoria legal para a manutenção da ordem;
 
- Guarda e atualização dos documentos do condomínio;
 
Ao contratar uma empresa especializada para esse tipo de serviço, os condôminos podem desfrutar dos seguintes benefícios:
 
- Serviços mais adequados às necessidades dos moradores;
 
- Menor nível de inadimplência;
 
- Empregados mais qualificados;
 
- Condomínio com baixo risco diante de penalizações legais;
 
- Orçamento que reflete a realidade do condomínio;
 
- Fim de cotas extras inesperadas;
 
- Imóveis mais valorizados;
 
- Menor consumo de água e energia;
 
- Equipamentos com maior capacidade de utilização e menor gasto de manutenção.
 
Fonte: Sebrae